sábado, 25 de setembro de 2010

Coming Out - Os dias seguintes

É complicado receber uma notícia destas, mesmo quando já se desconfiava há muito tempo. Há que reconstruir alguns conceitos para compreender que não muda o essencial. Porque a minha mãe quer-me bem, quer-me feliz e estará sempre lá (cá) para me apoiar. Disse-mo logo. Mas é preciso tempo, claro, para compreender e aceitar tudo.
Houve muita tristeza e muitas lágrimas nos primeiros dias e uma tentativa de passar despercebida ao resto da família. Sentia a tensão e foi complicado lidar com ela, mas chegou o Domingo e o meu irmão. A conversa que tiveram deve ter ajudado porque tudo melhorou desde então.
A Papoila recebeu uma mensagem da minha mãe de parabéns. Falamos descontraidamente da Papoila, sem a tensão de antes. Na terça jantámos as três juntas e ainda esta semana a minha mãe telefonou-lhe só para dizer que estava na televisão uma pessoa da terra dela. Até estranho a forma como tudo regressou rapidamente à normalidade, mas fico muito feliz. Agora sim, sinto-me muito leve. Muito mesmo. Estou feliz, como há muito precisava de estar.

E quero agradecer-vos. Este blog, este mundo, estas pessoas, foram essenciais para ter a força e coragem para dar este passo importante. As conversas que tive ao longo do tempo, a paciência com que sempre me ouviram e me apoiaram foi muito importante.
Um abraço muito sentido. Obrigada.

Orquídea

7 comentários:

Muita História para contar... disse...

Que tudo prossiga com leveza crescente. Boas energias daqui!

Catarina disse...

Estou tão feliz que tudo esteja a correr assim. Que grande mãe, há que reforçar ! Sempre em frente, sempre em frente.
Um grande beijinho,
C.

Marisa disse...

Como te disse: és a maior. Conseguiste. Obrigada eu.

um quarto para duas disse...

A tua mãe é a maior! E tu também, claro. Espero que a minha história tenha um inal tão feliz como a tua. Beijinhos

Inês disse...

e, então, tudo faz sentido :)

Dantins disse...

Parece-me que o teu coming out está a ter um final feliz :D

A tua mãe ao perceber a vossa felicidade só pode ficar feliz com a vossa relação.

cegonhagarajau disse...

Não há nada melhor que a partilha da felicidade com os que nos são queridos.
A compreensão demonstrada e a naturalidade com que tudo está a acontecer, mostram o quanto vocês são amadas por quem vos rodeia.
Não se esqueçam de o valorizar, pois nem tod@s o que deram esse passo sentem esse apoio.