sábado, 26 de maio de 2012

Fox vai à província

Caras admiradoras pouco secretas,

Aqui a vossa querida Fox veio este fim de semana à terrinha. Confesso que não gostei nada da viagem, especialmente depois das minhas mamãs me terem enganado para me porem dentro da transportadora, aquela coisa horrível que me deixa muito ansiosa nas viagens. E depois as estradas de Portugal não são muito simpáticas para coelhinhas sensíveis como eu, foi uma viagem muito assustadora!
O que vale é que, quando cheguei, fiquei com um quarto novo para explorar. É bem maior que o nosso da capital e até tem uma cama baixinha! Deste vez pude saltar lá para cima e ir dar beijinhos às mamãs às duas da manhã quando estavam a dormir profundamente. Não percebo porque é que se levantaram com aquelas caras tão contrariadas quando perceberam que tinha deixado presentes por toda a cama. É assim mesmo a vida no campo e num quarto desconhecido!
Hoje, as malandras, quiseram por-me a coleira e meter-me na transportadora outra vez, mas eu dei-lhes muita luta! Há que aproveitar uma cama gigante onde me posso esconder por baixo sem elas me chegarem eheh Lá cedi à transportadora e qual não foi a minha surpresa quando me abriram a portinhola para um terreno verde e espigado. Pus a patinha lá fora devagarinho, que não confio muito em terrenos desconhecidos, mas lá ganhei coragem e, opa, que maravilha! Parece que se chama relva e, adivinhem, é cá um pitéu! Andei para lá aos pinotes, entre as pedras e a relva, a petiscar aqui e ali, a pular entre as minhas mamãs, foi um fartote.
Isto no campo até é engraçado. Vamos lá ver como corre a viagem de regresso...
Até breve, caríssimas!

Fox (com a ajuda da Orquídea)

1 comentário:

Amelia Pond disse...

Que amor de texto! Beijinhos à Fox, à Papoila e, claro, à Orquídea :)