terça-feira, 18 de maio de 2010

Honestidade vs Mentira

Tento ser sempre honesta. Não consigo nem gosto de mentir a não ser para fazer surpresas - e é das que deixam as pessoas felizes. Mas, se por ventura, prego uma mentirinha pequena (daquelas que evitam discussões desnecessárias e que nem sequer fazem de mim má pessoa - tipo a amiga que foi sair com o namorado, mas cuja mãe não sabe, e eu digo que não sei onde ela está) sinto-me realmente mal com isso. A questão é: até que ponto podemos/devemos usar a mentira para nos protegermos? Detesto ter que inventar razões para justificar a nossa partilha de despesas, principalmente a quem nada tem a ver com isso e que, ao saber, simula um grande ?! facial.

Argh...

Papoila

1 comentário:

Cinde e Sissa disse...

Sempre contei a verdade sempre, porque sempre fica algo preso da garganta se não coloco tudo para fora. Acontece que a esposa é ciumenta e qq coisa é motivo de ataques de ciume. Depois de relatar o fato a minha analista, ela disse que nem tudo que se pensa,sonha e se faz deve se contar ao parceiro. Então, estou tentando aprender a me conter, mas as vezes não resisto.