quarta-feira, 4 de maio de 2011

Há livros bons.

A minha G.F.B.F.F. tinha, na sua casa há já muito não por mim visitada, este livro. E ontem, por sugestão de empréstimo, não hesitei e trouxe-o comigo. De arte sou uma desentendida... e já quando ela nos mostrou o que andava a ler me surgiu algum interesse. É tempo de re-expandir o universo de leitura para algo mais que medicina, pois desde o Middlesex que não leio nada extra-curricular. So... today(!) I started reading this. E adorei verdadeiramente. É certo que vou no início do terceiro capítulo, mas posso sempre desculpar-me com a ideia muitas vezes referida pelo autor, de que as obras de arte devem ser apreciadas e contextualizadas... e, minhas caras, tudo isso leva o seu tempo.

Papoila

3 comentários:

um quarto para duas disse...

Hum... A História da Arte do Gombrich. Boa escolha.

Beijinhos

Anita disse...

o que é que é a tua g.f.b.f.f? :D

Gosto muito da escrita de Gombrich...e o livro, bem... é bom para o ínicio ;)

Rabbit disse...

Devemos escrever o que vai na alma. Não importa se aquilo que escrevemos tem muitas ou poucas palavras, o que importa é que venha do coração e com sinceridade :D :D :D Até mesmo porque encontrar palavras que conjugadas descrevam aquilo que sentimos, é uma tarefa muito difícil, mas nunca tão difícil como a de entrar e terminar o curso de medicina!
Parabéns ;)