domingo, 24 de janeiro de 2010

Christoph Waltz, Hans Landa

Não podia estar mais de acordo com o Óscar.

Ora aqui está um exemplo de um homem que, de praticamente anónimo, se tornou uma referência a nível internacional. E, o melhor, é que não vai ficar por aqui!

(e, só a título de curiosidade, nasceu a 4 Outubro)
Papoila

1 comentário:

Pano pRa Mangas disse...

Sem dúvida ele esteve praticamente perfeito!