terça-feira, 1 de junho de 2010

Já saltava daqui p'ra fora

Enervam-me:

1) Construtores do IKEA, que deixam coisas por fazer e que fingem perceber de canalização.
Sim. As prateleiras deixaram para eu montar e, o cano que escoa a água da cozinha, foi apressadamente enfiado no cano de esgoto - sem juntas, sem silicone, sem nada. À noite, depois de abrir a torneira, a cozinha INUNDOU. E não ajuda dizer que os móveis são contraplacados e, com uma amostra de água, têm logo razão para apodrecer.

2) Construtores do IKEA que não trazem as peças todas do móvel que estão a montar e que nos dizem, no final, que se queremos o resto das peças à borla temos que telefonar para a empresa e FAZER UMA RECLAMAÇÃO.

3) Construtores civis que picam a parede para pôr azulejos novos e que, por azar, furam um cano do gás. Apesar disso põem os azulejos novos e depois, já quando o seu trabalho está há muito terminado, descobre-se que criaram uma fuga de gás. Lá se chama a Lisboagás, em missão de urgência, para perceber o que se está a passar. Estes indicam que, para evitar partir a parede da cozinha, devemos optar por fazer um circuito externo para o gás - QUE CUSTA APENAS E SOMENTE 711 EUROS.

4) Senhores que vêm construir a conduta de gás externa muito simpáticos e competentes mas, também, muito lentos - passei a manha e metade da tarde à espera que acabassem e, no fim, nem se dignaram a levar os rissóis que, gentilmente, lhes comprei para almoço.

4) Senhorio velho que, apesar de muito simpático, atrasa verdadeiramente todo o processo acreditando fielmente que os trabalhadores de hoje são iguais aos de antigamente. Que insiste em personalizar e individualizar o trabalho que é realizado por uma empresa contratada pelo IKEA, pedindo o número dos construtores, que nada podem fazer por sua livre vontade - porque não mandam, SÃO MANDADOS.

5) Canalizadores incompetentes que juntam canos, misturando o circuito da água quente com a água fria, impedindo que o esquentador funcione - já que esta BAGUNÇA gera uma zona de turbulência que contraria a saída da água quente do esquentador.

6) Senhor que recebe as chamadas do IKEA que, para registar a reclamação, necessita de uma quantidade astronómica de dados - os quais o velho senhorio, e para mais estando a mais de 200Km de distância num lugar remoto e sem boa cobertura TMN do país, não mos consegue dar. Eu bem que lhe pedi a referência, a data, os TRs e os TGs. Argh. Esta conversa gravada teria dado uma boa rubrica no gato fedorento.

7) Colegas de casa que se mostram extremamente ocupadas, sem se avistar uma nesga de cooperação com a minha pessoa (involuntariamente nomeada pelo senhorio como a cabeça de tudo isto).

Como imaginam não me sinto feliz. Passo o dia inteiro em casa e, metade do mesmo, ao telemóvel. É p'ra isto que serve a minha semana de férias?

Papoila

3 comentários:

Poppie disse...

hey!! são só coisas rotineiras... que chateiam eu sei (e mto, que também já passei por semelhantes) mas que não são dignas de um segundo semblante caído. Vá lá... podemos ter uns segundos e raiva e tudo e tudo, mas só uns segundos. já usaste o incenso?
Sunny Hugs***

Rita disse...

Respira. Inspira, expira! Respira
Obras! Muita paciência, muita!
Vá lá ver aquele Abraço! =)

Nina disse...

Mas houve alguma coisa que não te tivesse acontecido? Estás a construir uma cozinha from scratch? Força com isso! Respira fundo e happy toughts. :*