sábado, 3 de março de 2012

Out - E então?

Decidi que não passava deste fim-de-semana. Apesar da angústia que o tema me trazia, não podia continuar sem esclarecer as coisas com o meu pai. Então esperei pela altura que ele vem ao meu quarto convencer-me a sair do computador.
Veio, viu a minha cara de quem tem mais para dizer e chamei-o para conversar. "Mau..." Expliquei-lhe que era importante haver honestidade entre nós e que existiam coisas que deviam ser esclarecidas, das que só falamos por bocas sem nunca falarmos a sério do assunto. E disse-lhe, "acho que já percebeste que eu e a Papoila não somos só amigas".

"Sim. E então?"

E então dá-me para sorrir, que não esperava uma reação assim. Fico um pouco atrapalhada, explico-lhe que andava angustiada por não lhe conseguir contar, ele disse que não percebia porquê. Disse-lhe que tinha medo que deixasse de ter orgulho em mim. "Nisso não, mas tenho orgulho noutras coisas". Disse-me que não considerava "exemplar", respondi-lhe que não tinha de o ser, mas que não era condenável. Perguntou-me qual de nós era mais "fervorosa" no assunto. Retorqui se também quando ele tinha casado com a minha mãe se havia alguém mais fervoroso. Ele disse que sim, que era ele e riu-se. Daqueles risos de quem foi apanhado numa incoerência.
Falámos dois minutos e mudou-se de assunto. Continua tudo igual. Exatamente igual. Tão simples.
Espero.

Orquídea

7 comentários:

Nikkita disse...

Tiveste tanta coragem! :) Fico feliz por ter corrido tão bem. :)

Anita disse...

Boa boa! Parabéns! :)

T.S. disse...

Parabéns! :)

Fi disse...

sabes O. as vezes eu axo que fazem por nao falarem mt pra nao darem importancia fazendo de conta que isso nao existe na nossa vida, que é so uma fase eu sinto isso... e as vezes doi mais nao falarem do assunto do que falarem mesmo com ideias perconceituosas.... enfim... boa sorte querida. beijinho

Unknown disse...

Parabéns, primeiro de tudo. Segundo... se a papoila em vez de papoila fosse "papoilo", essa seria a reacção normal? Se sim, então tudo bem! Definitivamente. Há assuntos que só se falam uma vez. Porque depois já não são assunto, são a normalidade. Esperemos. Pelo direito à indiferença.

A.G. disse...

Parabéns! :) O que interessa é ele saber... O resto virá naturalmente. Quando ele souber das coisas boas que a Papoila te traz, certamente reconsiderará o "exemplar". Como disse certa vez à T.S. (e foi mesmo com este termo, peço desculpa, saiu na altura): "Nunca iria arranjar um marmanjo que me Amasse como tu me Amas." E ainda bem, que também não queria nenhum ;) Um Beijinho cheio de coragem! O pior já passou!

cegonhagarajau disse...

Parabéns.
Já está!
O que importa é a honestidade.
Só por isso tiraste um peso de cima de ti.
Abraço nosso para vocês.