quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Quem tem medo do H. #9

Hoje não consigo ler nada. Estive a adiar a hora de recomeçar o estudo e, quando comecei, nada me fazia sentido, a cabeça fez greve. Não quer pensar mais. Está cansada e cheia de porcaria lá dentro, hoje não me parece que vá conseguir varrer para longe o que não interessa. Hoje é daqueles dias que vai ter de passar, com esperança que amanhã acorde melhor. Neste momento, cada dia é uma vitória.
Ao mesmo tempo, não compreendo como cheguei a este ponto. Durante meses correu tudo bem, estudei com a calma que queria e, de repente, fez-se algum curto-circuito cá dentro e a partir daí cada dia é um desafio imenso. Peço a todos à minha volta para terem uma paciência extra comigo, já que tenho tendência em virar a minha frustração contra algumas pessoas que não o merecem. Já não penso tanto na importância deste exame e em tudo o que vai definir no meu futuro, já só tenho cansaço e um desejo enorme que tudo isto termine. Eu sei, está quase, já faltou muito mais. Eu sei, vou começar uma vida nova em breve, um ano sem ter de estudar em que posso descansar e voltar a sonhar. Eu sei. Mas até lá, ainda tenho 32 dias para viver. Inspira, expira, vamos a isso.

Orquídea

2 comentários:

Dantins disse...

Votos de 32 dias serenos e sem curtos circuitos!

Está quase, quase...

T.S. disse...

Às vezes o rendimento só volta depois de uma folga. Vão passar num instante, os 31 dias. Para distrair um pouco recomendo uma visitinha ao nosso novo bloguito.

Um abraço "retemperador",

TS e AG.